Deputado faz balanço positivo de 2017 e mira novo ano promissor

O ano de 2017 chega ao fim. Com a proximidade de 2018, renova-se a esperança por dias melhores e, com ela, o trabalho pela construção de uma sociedade mais justa e igualitária. E é com a certeza do dever cumprido que o deputado estadual Dudu Hollanda (PSD) projeta um ano ainda mais promissor, cobrando ações efetivas do poder público, propondo leis em benefício da população mais necessitada e prestando serviço a comunidades inteiras.

Em 2017, foram inúmeras as indicações apresentadas por Dudu. Entre elas está a que solicita ao Governo do Estado a pavimentação de trecho compreendido entre os distritos de Lajedo, na rodovia BR-316, e Mata Verde, ambos localizados no município de Maribondo. Segundo o deputado, tal obra – há muito reivindicada pelos moradores – vai facilitar o acesso às localidades e melhorar o escoamento da produção agrícola na região do Agreste alagoano.

Já entre os projetos de lei, a vaquejada foi a “bola da vez”. É que Dudu Hollanda foi um dos principais defensores, em Brasília, da denominada PEC da Vaquejada, que viabiliza a prática do esporte que gera emprego e renda em todo o país. Na oportunidade, o deputado destacou o fato de a vaquejada movimentar algo em torno de R$ 600 milhões, ao longo de quatro mil eventos por ano, garantindo mais de 120 mil empregos diretos e 600 mil indiretos.

“A vaquejada é feita de regras que também buscam proteger o animal, já que o vaqueiro dele depende para o próprio sustento e de sua família. Há médico veterinário e equipe médica de plantão para qualquer eventualidade envolvendo ambas as partes. Afinal, acidentes acontecem em qualquer modalidade esportiva, a exemplo do futebol. Não há como negar que a vaquejada evoluiu, reunindo quase 300 profissionais a cada evento. Além do mais, estamos a falar da cultura de um povo que possui mais de cem anos”, analisa Dudu.

Em 2015, Dudu já havia apresentado, na Assembleia Legislativa, outros dois projetos de lei no sentido de legalizar a atividade: o que declara a vaquejada patrimônio cultural imaterial de Alagoas, e o que dispõe sobre o reconhecimento da vaquejada como modalidade esportiva. “Também este ano, buscamos conferir à Associação dos Vaqueiros de Pão de Açúcar (AVAP) o título de Utilidade Pública, em razão de seu empenho na promoção de festas de vaquejada na região sertaneja, fomentando não apenas a economia local, mas também a cultura e tradição daquele povo”, recorda o parlamentar.

Ainda este ano, Dudu também celebrou serviços executados pela equipe do governador Renan Filho (PMDB), a exemplo das obras de reparo no reservatório de água do Passo de Camaragibe, município da região Norte. “O Centro de Esporte e Lazer inaugurado em Bebedouro e a pavimentação de várias ruas em Rio Largo, por meio do programa Pró-Estrada, são alguns dos avanços garantidos pela atual gestão, que vem trabalhando pela melhoria da qualidade de vida da população alagoana e que, por isso, tem o meu apoio”, explica Dudu.

 

TRANSPARÊNCIA

Outro projeto de destaque proposto por Dudu Hollanda busca a transmissão radiofônica, por meio do Instituto Zumbi dos Palmares, sistema de comunicação do governo estadual, das sessões ordinárias e solenes, além das audiências públicas da Assembleia Legislativa, com o objetivo de divulgar o trabalho dos parlamentares ao maior número possível de cidadãos alagoanos. “Nosso objetivo é fazer com que as sessões sejam reproduzidas, às terças, quartas e quintas-feiras, sempre a partir das 20h, na Rádio Difusora de Alagoas. Isso já ocorre em outras casas legislativas, engrandecendo o processo democrático”, reforça o deputado.

E Dudu apresentou, ainda, projeto de lei que torna gratuito o exame de mormo e anemia infecciosa equina em Alagoas. Já aprovada em votação final, a matéria busca favorecer sobretudo o pequeno criador, que se vê impossibilitado de arcar com a despesa capaz de evitar o sacrifício do animal, além do embargo da propriedade na qual se detectou a doença. “Ambas as enfermidades causam prejuízos incalculáveis, pois, não há tratamento”, justifica Hollanda.

DESABRIGADOS E SEGURANÇA PÚBLICA

Além das indicações e projetos de lei, também foram inúmeros os debates travados no plenário da Assembleia, a exemplo dos danos causados pelas fortes chuvas a moradores de áreas de risco, na capital e interior do Estado. Na ocasião, Dudu foi à tribuna para fazer um alerta sobre a força das águas, cobrando ações de prevenção durante o período chuvoso, a fim de se evitar catástrofes como a registrada em 2010, quando milhares de pessoas ficaram desabrigadas em virtude de enchentes que assolaram dezenas de municípios.

Já em outra sessão ordinária, externou sua preocupação com a escalada da violência ao relatar a ação de criminosos em Passo de Camaragibe, defendendo mudanças na Segurança Pública e cobrando rigor na captura dos bandidos que cercaram a cidade e renderam os três policiais militares que estavam de serviço, atacando uma agência dos Correios e os bancos do Brasil e Bradesco.

“Também entregamos, em solenidade na Assembleia, o título de cidadã honorária de Alagoas e a comenda Tavares Bastos, a maior honraria do Poder Legislativo, à delegada Luci Mônica, que é sergipana, mas muito bem representa a bravura da mulher alagoana”, destaca Dudu, sobre projeto de resolução de sua autoria e aprovado à unanimidade dos votos.

Por fim, Dudu Hollanda também se debruçou sobre outros temas igualmente importantes, como o meio ambiente e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

“Utilizamos a tribuna para novamente cobrar a transferência da unidade de mineração da Braskem, em Maceió, para o Pólo Multifabril de Marechal Deodoro, após informação de suposto vazamento de gás. Enquanto presidente da Comissão de Meio Ambiente, pedi explicações à direção da empresa, a fim de resguardar funcionários e população em geral”, lembra o deputado, que, como presidente de outra comissão – a da Criança e Adolescente, Seguridade Social e Família -, também promoveu debate sobre o problema da exploração sexual infantil, por ocasião da passagem do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração de Crianças e Adolescentes.

“Naquela oportunidade, destacamos a importância da denúncia e do trabalho dos conselheiros tutelares. Trata-se de uma comissão que foi criada nesta legislatura, por meio de projeto de resolução de minha autoria, com o objetivo de se prevenir maus tratos, fomentar as atividades em torno da erradicação do trabalho infantil e proteger o trabalhador adolescente, tudo com base no ECA”.

About the Author

Assessoria de Imprensa


Notice: Undefined index: description in /home/duduhollanda/www/wp-content/themes/cyclone-blog/template-parts/content-detail.php on line 141

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *