Deputado cobra sessão pública sobre violência em Alagoas

O deputado estadual Dudu Hollanda, durante sessão plenária desta terça-feira (26) na Assembléia Legislativa de Alagoas, usou a tribuna da Casa de Tavares Bastos para propor a realização de uma sessão pública para debater soluções contra a violência que assola o Estado. O requerimento foi aprovado à unanimidade dos votos dos 20 parlamentares presentes.

Na oportunidade, Dudu Hollanda  propôs, inclusive, que seja convidado a participar da audiência o secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, a fim de que as polícias de Alagoas possam conhecer os detalhes que definiram a instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) naquele estado.

Deputados presentes à sessão desta terça parabenizaram a iniciativa do quarto secretário da Mesa Diretora, a exemplo de Sérgio Toledo (PDT). A referida sessão deverá ser realizada no próximo mês de maio.

E na mesma sessão ordinária, Dudu Hollanda também utilizou a tribuna para discorrer sobre a sua saída do PMN, passando a fazer parte do recém-criado PSD. 

“Recebi a visita de uma pessoa militante do partido, mas com quem não tenho muita aproximação política, que me falou que seria o próximo presidente do partido. Aquilo me trouxe um desconforto muito grande. Entrei em contato com o então presidente do PMN, o ex-deputado federal Francisco Tenório, e então decidi deixar a legenda porque a presidente nacional, Telma Ribeiro, não teve a consideração de me comunicar a respeito da mudança”, revelou o deputado, agradecendo, no entanto, o apoio que recebera durante os três anos em que esteve filiado ao Partido da Mobilização Nacional. 

O também ex-presidente da Câmara Municipal de Maceió assegurou ainda que, independentemente de qualquer mudança, continuará a defender os anseios da sociedade alagoana. “O Partido Social Democrata já nasce forte e com um posicionamento independente”, reforçou o deputado estadual.

– Clique aqui e confira matéria completa sobre o novo partido de Dudu!

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *