Deputado critica abuso de servidores públicos em protesto

O deputado Dudu Hollanda, durante sessão plenária dessa quinta-feira (12) na Assembleia Legislativa de Alagoas, utilizou a tribuna para criticar a postura adotada por alguns servidores públicos estaduais no tocante a protesto registrado na última terça-feira (10), quando centenas de pessoas ocuparam a Praça Dom pedro II e atearam bombas em direção à entrada principal da sede da Assembleia, fazendo com que os deputados presentes fossem obrigados a suspender a sessão ordinária.

Na quarta-feira (11), o deputado Antônio Albuquerque (PTdoB), inclusive, chegou a denunciar que tiros foram disparados em direção ao plenário. Dudu, por sua vez, lembrou que estava no plenário na sessão daquele dia – tendo de encerrar os trabalhos quando todos os parlamentares já haviam se recolhido, temendo o pior – e reforçou que houve excesso.

Na oportunidade, Dudu Hollanda afirmou também ter ouvido tiros de revólver e pediu providências por parte do secretário de Defesa Social, coronel Dário César. “Não foi a forma correta de se protestar. Estamos aqui para servi-los, sempre abertos ao diálogo. Estamos até dispostos a formar comissão capaz de intermediar um acordo com o Governo. Não estamos aqui para sermos agredidos. Afinal, fomos eleitos para representar o povo alagoano”, afirmou o deputado, acrescentando saber que nem todos apoiaram tal vandalismo.

Em aparte, o deputado Gilvan Barros afirmou também lamentar a atitude tomada pelos manifestantes. Dudu lembrou ainda que apresentou requerimento para a realização de uma sessão pública para discutir a segurança pública de Alagoas, a fim de que autoridades e sociedade em geral possam buscar soluções para o alto índice de violência no Estado.

“As divisas de Alagoas com estados vizinhos estão frouxas, sem fiscalização. Defendo, por exemplo, que o Governo retome, com rigor, as blitzes que nos acostumamos a presenciar”, comentou.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *