Deputado defende que novo governo invista em segurança

O deputado estadual Dudu Hollanda (PSD) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa de Alagoas, durante a sessão ordinária de quarta-feira (03), para descrever as reivindicações contidas em carta que lhe foi entregue por uma comissão de policiais civis e militares, com vistas ao fortalecimento do combate à crescente criminalidade no estado. Na oportunidade, Dudu voltou a defender o reforço de policiamento nas divisas de Alagoas, além da ampliação do número de bases comunitárias e a reforma do Quartel Geral da Polícia Militar, batalhões da PM e delegacias de Polícia Civil, cobrando ainda uma melhor assistência à saúde.

Conforme o parlamentar, os agentes de segurança também cobram, no documento, que o governador eleito Renan Filho (PMDB) nomeie um comandante operacional, ‘que possa estar à frente das ações da corporação’. “O Conselho de Segurança não pode estar acima do governador de estado, como ocorre nos dias atuais. É fato que a pasta segurança pública deixou a desejar no governo Teotonio Vilela. Durante todo o meu mandato, este foi um assunto que abordei aqui em plenário. Por isso, após receber uma comissão de policiais, resolvi trazer esta carta para tornar públicas as sugestões aqui presentes e cujos autores preferem, por ora, não se identificar”, explicou Dudu Hollanda.

“Os policiais defendem que tais melhorias sejam asseguradas ainda neste orçamento, que estamos a apreciar na Assembleia e que será votado para a legislatura vindoura. É importante também que delegados comandem as delegacias, com oficiais à frente dos batalhões da PM e Corpo de Bombeiros, agentes penitenciários no comando dos presídios, e técnicos capacitados no Detran”, comentou o parlamentar, destacando a passagem do coronel Marcus Pinheiro pelo comando geral da PM, ocasião em que conseguiu ‘oxigenar a tropa ao resgatar promoções que estavam engavetadas’.

Ainda com a palavra, o deputado estadual relatou ainda que os policiais cobram a criação de um batalhão em que somente motocicletas sejam empregadas no combate ao crime. “As polícias precisam ser melhor aparelhadas, sobretudo no quesito instrução, pois, há relatos de agentes que não efetuam um disparo de arma de fogo há mais de vinte anos. Já as divisas também seguem frouxas. Sempre cobrei, desta tribuna, mais policiamento nas divisas de Alagoas, já que os bandidos entram como querem em nosso estado. É preciso que se tenha um tratamento de choque, visando à efetividade no combate à violência também em cidades como Arapiraca, que já necessita de um Batalhão de Radiopatrulha, que se somaria às ações do Pelopes, o Pelotão de Operações Especiais”, emendou Dudu.

Para o deputado, outra necessidade considerada urgente é a de construção de um presídio militar, a fim de se evitar que policiais reclusos em ala do Baldomero Cavalcanti sejam vítimas daqueles que um dia prenderam. Em aparte, o deputado Judson Cabaral (PT) parabenizou a iniciativa, citou a importância de também se investir em educação e reforçou que o citado sucateamento ‘também cabe à Polícia Civil, apesar de o governo federal ter destinado recursos para Alagoas, por meio de programas como o Brasil Mais Seguro, do qual fomos pioneiros, mas que não surtiu efeito’.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *