Deputado destaca projetos em benefício de servidores

O deputado estadual Dudu Hollanda (PSD) destacou, ao término de mais uma proveitosa semana na Assembleia Legislativa de Alagoas, a aprovação de projetos de lei em benefício de servidores estaduais, que aguardavam a votação, pela Casa de Tavares Bastos, de várias matérias. Em pouco mais de um mês, os parlamentares se debruçaram sobre projetos que buscavam a valorização do servidor e do serviço público, atendendo às reivindicações de militares, delegados, peritos, agentes penitenciários, policiais civis e professores.

“Esta semana, votamos, por exemplo, o projeto que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos policiais civis, à unanimidade dos votos, após acordo de lideranças. Esta Casa Legislativa presta, mais uma vez, uma grande contribuição a Alagoas”, afirmou Dudu Hollanda, durante a sessão plenária da última quarta-feira (02).

Na oportunidade, o também 4º secretário da Mesa Diretora lembrou que o Legislativo intercedeu junto ao governo do Estado para conferir celeridade à aprovação das matérias, que tramitaram em regime de urgência, após o encaminhamento das mensagens governamentais.

“Os policiais militares [cujo realinhamento foi aprovado ainda em fevereiro] chegaram a decidir pela operação padrão, como forma de reivindicar seus direitos, mas nós agimos no sentido de contemplar todas as categorias. Posteriormente, tivemos outro avanço com a aprovação de lei que beneficiou os delegados de polícia de Alagoas [que, agora, também dispõem de carreira jurídica]”, destacou o líder do PSD na Assembleia.

Dudu também lembrou os agentes penitenciários e peritos forenses. “Semana passada, foi a vez de os peritos e agentes penitenciários serem beneficiados. Com isso, restavam apenas os policiais civis. Ou seja, avançamos no quesito segurança pública”, reforçou o deputado estadual, lembrando que o salário de um agente agora pode chegar a R$ 3,6 mil, enquanto que o perito (com quatro classes contempladas), a pouco mais de R$ 11,1 mil.

“Mesmo antes do carnaval, pedimos ao presidente do Sindpol [Sindicato dos Policiais Civis] para que os policiais não aderissem à operação padrão durante as festas de momo, a fim de não prejudicar a população em geral, já que os serviços seriam reduzidos. Portanto, demos nossa importante parcela de contribuição. Não existe polícia forte sem que os servidores estejam bem remunerados. É preciso que todos tenham condições dignas de exercer suas atribuições e de sustentar suas famílias”.

Ontem, foi a vez de a Assembleia aprovar outras nove matérias. E entre os contemplados estão os servidores da rede estadual de ensino. Além dos trabalhadores em Educação, também foram beneficiados os servidores da Procuradoria Geral do Estado (PGE), do Departamento de Estradas de Rodagem de Alagoas (DER-AL) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), com o Legislativo votando, ainda, projeto que dispõe sobre crédito suplementar para o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL).

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *