Dudu já é vice-presidente da Comissão de Educação

O deputado estadual Eduardo Holanda (PMN), quarto secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Alagoas, foi eleito o vice-presidente de uma das mais importantes comissões (são 12 no total) responsáveis pela emissão de pareceres às matérias diversas, a fim de que mensagens do Executivo e projetos de lei sejam remetidos à apreciação em plenário, com votação em primeira e segunda discussões.

Mais uma prova de que o ex-vereador por Maceió já faz um mandato em evidência é a nova missão que assumira na Casa de Tavares Bastos, passando a responder pela vice-presidência da Comissão de Educação, Saúde Cultura e Turismo, juntamente com Judson Cabral (PT) – eleito presidente – e Thaíse Guedes (PSC).

Eles irão se reunir sempre que houver a necessidade de debaterem questões pertinentes a temas sobre os quais o grupo de deputados terá poder de deliberação, apesar da soberania do plenário, a quem cabe a decisão final.

Além da citada comissão, Dudu Holanda também integra a de Fiscalização e Controle, também composta pelos deputados Luiz Dantas (PMDB), Maurício Tavares (PTB), Isnaldo Bulhões (PDT), João Henrique Caldas (PTN), Arnon Amélio (PRTB) e Marcos Barbosa (PPS).

Dudu também foi conduzido a outras três igualmente importantes comissões na condição de suplente. Ou seja, poderá ser convocado para contribuir à análise acerca de matérias relativas às comissões de Orçamento, Finanças, Planejamento e Economia; a de Direitos Humanos; e a de Ética.

“Quero me empenhar ao máximo no sentido de garantir qualidade de vida à população alagoana, cumprindo com nossas obrigações na Casa. Não faltei a nenhuma sessão ordinária neste início de mandato, quando já assumi a liderança do meu partido, o PMN, na Assembleia. Além disso, trabalho para vir a ser escolhido como o líder do Governo no Legislativo, para que eu possa ser um interlocutor das ações do Executivo junto aos colegas deputados, destacando a necessidade de aprovação de projetos em benefício do nosso povo”, avalia Dudu Holanda, que já havia sido relator especial de duas relevantes matérias de interesse do Executivo, incluindo parcelas da dívida pública de Alagoas no Orçamento 2011, e aumentando o capital do Laboratório Farmacêutico de Alagoas (Lifal) em R$ 6 milhões.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *