Dudu segue a defender criação de dois municípios em Alagoas

O deputado estadual Dudu Hollanda (PSD) segue a defender a criação de dois municípios em Alagoas. E o projeto do líder do PSD na Assembleia Legislativa ganhou força depois de o Senado Federal aprovar Lei Complementar, que já segue para sanção pela presidente Dilma Rousseff (PT). A referida matéria versa sobre os requisitos necessários à criação de novas cidades, com o parlamentar assegurando que Luziápolis, em Campo Alegre, e Benedito Bentes, em Maceió, preenchem todos os critérios exigidos para tal.

Em sessão ordinária, Dudu utilizou a tribuna da Casa de Tavares Bastos para celebrar a boa nova. “O distrito de Luziápolis, por exemplo, já tem mais de 22 mil habitantes e fica distante apenas 30 km de sua sede. Além disso, possui vida independente em termos de economia, estando mais próximo de Teotônio Vilela e de são Miguel dos Campos do que propriamente de Campo Alegre”, avaliou o deputado, destacando a necessidade de realização de um plebiscito.

“Havendo a vontade popular pela mudança, de 50%, mais um cidadão, a Assembleia então haverá de ser informada acerca da criação do novo município”, explicou Dudu Hollanda, que já apresentara projeto a fim de viabilizar a emancipação das localidades e, com isso, proporcionar-lhes mais desenvolvimento.

“E o segundo maior município de Alagoas, hoje, é o complexo habitacional Benedito Bentes. Pertence a Maceió, mas possui uma geografia com tendência de desenvolvimento. Afinal, já dispõe de vias que vão possibilitar o devido deslocamento, com a Eco Via Norte, que vai desafogar o trânsito, ligando a parte alta da capital à região Norte da cidade”, argumentou o deputado, reportando-se ainda à pujante atividade econômica do bairro, que concentra usina de cana-de-açúcar, shopping e unidades fabris, além de vários conjuntos habitacionais.

“Conforme a nova regra, na região Nordeste, o mínimo exigido no tocante à população é de 8,5 mil. O Benedito, porém, tem mais de 220 mil habitantes. Ou seja, supri todos os requisitos, assim como ocorrera com Jaboatão dos Guararapes-PE e Duque de Caxias-RJ. São localidades que servem de exemplo, pois, tiveram de se libertar para alcançarem o ideal nível de desenvolvimento”, complementou Dudu Hollanda, citando, na região metropolitana de Maceió, o exemplo do município de Rio Largo, ‘que, independente, segue a crescer’.

Ainda segundo o parlamentar, o Benedito Bentes precisa ser transformado em município porque ainda carece de muito investimento, por depender da Prefeitura de Maceió, o que certamente não ocorreria com a emancipação. “A complexidade dos problemas lá encontrados requer a transformação daquele complexo em município”, concluiu.

Investimento na região Norte

E na mesma sessão plenária, Dudu Hollanda ainda aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho do governo estadual no tocante a investimentos dispensados à região Norte do Estado, celebrando, em especial, a assinatura de ordem de serviço para a recuperação da AL-420, que liga Flexeiras ao município de São Luiz do Quitunde.

“A obra havia sido suspensa devido a imbróglio jurídico, mas, hoje, o governo retoma o serviço de melhoramento com recursos próprios, na ordem de doze milhões de reais”, destacou o deputado, referindo-se também à ordem de serviço para a construção e nova rodovia, a AL-435, que vai ligar Matriz do Camaragibe ao Passo do Camaragibe.

“Já são 600 milhões de reais investidos na região Norte, que também ganha a Alça da Flamenguinha, que vai diminuir em 30 km a distância do aeroporto internacional Zumbi dos Palmares ao município de São Luiz”, emendou Dudu, sobre a expectativa que se alimentava em torno do investimento em infraestrutura, favorecendo a economia das cidades e impulsionando a atividade turística, peculiar à região.

“Há de se destacar também a via denominada de Rota Ecológica, ligando São Luiz a Porto de Pedras. Além desta, há outra que vai ligar Porto de Pedras a Porto Calvo”, recordou o vice-presidente estadual do PSD, que também parabenizou o empenho da bancada federal na busca por recursos.

“A Comissão de Infraestrutura do Senado já conseguiu incluir no orçamento da União para 2014 a duplicação da AL-101 Norte e da BR-316, ligando Carié, em Alagoas, a Inajá, em Pernambuco. E tudo isso precisa ser registrado, a fim de que a população tome conhecimento do trabalho que está sendo feito pelos nossos senadores”.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *