Deputado Dudu Holanda homenageia personalidades

O presidente da Câmara Municipal de Maceió, vereador Eduardo Holanda (PMN), homenageou, em solenidade realizada na tarde desta quinta-feira, 23, 15 personalidades da sociedade alagoana, que nela ganharam notoriedade em virtude dos relevantes serviços prestados nas respectivas áreas em que atuam. A sessão especial – que aconteceu no auditório da Faculdade Integrada Tiradendes (Fits), situada no bairro Cruz das Almas, em Maceió – foi o último ato de Dudu Holanda enquanto vereador, já que o mesmo, a partir de fevereiro de 2011, exercerá o mandato de deputado estadual por Alagoas.

A iniciativa do vereador por Maceió teve como objetivo honrar com o compromisso firmado junto aos homenageados, já que as diversas proposições do presidente do Legislativo Municipal foram aprovadas por unanimidade, em sessões ordinárias na Câmara de Vereadores. Devido aos inúmeros compromissos ao longo da atual legislatura, Dudu Holanda decidiu homenageá-los em única e grande solenidade, por meio da qual evidenciou o empenho com que cada um se dedica, ou se dedicou, àquilo que escolheu como profissão. 

O evento contou também com a presença de amigos e familiares dos homenageados, que foram convidados para um coquetel – logo após a entrega das placas –, oferecido no próprio auditório da instituição de ensino superior. Entre as autoridades presentes, destaque para o vice-governador de Alagoas, José Wanderley Neto (PMDB). Também foram convidados a compor a mesa o presidente da Aliança Comercial de Alagoas, João Correia, o diretor da Vigilância Sanitária Estadual, Paulo Bezerra, e a ex-ministra da Ação Social no governo Collor, Margarida Procópio. Os vereadores Francisco Holanda (PP) e Marcelo Palmeira (PV) também acompanharam a sessão especial.

Além de dez títulos de cidadão honorário oficialmente entregues durante a solenidade, quatro pessoas foram agraciadas com a mais importante condecoração ofertada pela Câmara Municipal de Maceió: a Comenda Mário Guimarães, que dá nome à sede daquele poder legislativo. Já o empresário Carlos Lyra foi agraciado com a comenda Salvador Lyra, conferida àqueles que tenham se destacado na área industrial. 

Agradecimentos 

Na oportunidade, o vereador Eduardo Holanda destacou que a sessão especial, de sua autoria, representou-lhe um momento de muita satisfação. Ele garantiu que, ao longo de seus quatro mandatos na Câmara de Maceió, sempre buscou ter o máximo de cuidado quanto à apresentação de projetos de lei, seja para beneficiar a população, seja para homenagear profissionais de destaque.

Entre os homenageados, um dos que agradeceram a iniciativa foi o coordenador de jornalismo do portal Gazetaweb, Fernando James, que representou, na solenidade, o economista Arnon Afonso de Mello Neto – que recebeu o título de cidadão honorário. “O Arnon não pôde comparecer em virtude de compromisso profissional. Mas ele me pediu para agradecer à Câmara e, em especial, ao presidente Dudu Holanda pela honraria que lhe foi concedida, afirmando se sentir lisonjeado”, comentou o jornalista. 

Já outros homenageados aproveitaram a oportunidade para, na tribuna do auditório, agradecerem a iniciativa do vereador e deputado eleito com 25.171 votos. Foi o caso de Francisco Assis, que representara Carlos Lyra, agraciado com a comenda Salvador Lyra. “Esta é uma homenagem justíssima e que celebra uma trajetória reconhecida até internacionalmente. Este dia é uma data para nos orgulharmos. É uma honraria e felicidade sem limites”, entusiasmou-se o representante do Grupo Carlos Lyra, que externou a gratidão do homenageado ‘pela manifestação de apreço e consideração’, desejando a Dudu Holanda que possa desempenhar, na Assembleia Legislativa, um mandato ‘tão brilhante quanto a atuação na Câmara de Maceió’.

 “Toda a família Holanda se dedica, há muito, à política alagoana, com muita capacidade e credibilidade. É grande a esperança em seu nome, devido à autenticidade e liderança de suas ações, sempre a pensar, primeiramente, na coletividade”, emendou. 

Também com a palavra, o secretário de Estado da Saúde, Herbert Motta, também agradeceu ‘a generosidade e sensibilidade da Câmara de Maceió, em especial do vereador Eduardo Holanda’. 

“Isso só aumenta a nossa responsabilidade. Este título significa muita coisa para o pouco que posso fazer, mas que farei. Tenham certeza de que este não será apenas um diploma a ser afixado numa parede. Para cada vereador de Maceió, independentemente de partidarismos, a minha profunda gratidão, e que Deus ilumine a nova jornada do presidente desta casa legislativa”, discursou o médico paraibano e mais novo cidadão honorário de Maceió. 

Já o cantor Cláudio Rios, outro homenageado – devido à maneira com que lida com a música, apregoando a cultura popular nordestina –, também fez uso da palavra para agradecer o carinho com que, segundo ele, sempre foi pelo amigo Eduardo Holanda. “Esta homenagem me faz viajar no tempo, à época em que era vaqueiro e trabalhava no corte de cana”, recordou o músico. 

Na sequência, foi a vez de a enteada de Gesival Fonseca, Cecília Albuquerque, falar ao microfone, também agradecendo a todos em nome do homenageado, ex-prefeito e empresário que investira no ramo de medicamentos e artigos agropecuários. 

Emoção    

Mas um dos momentos mais marcantes da solenidade teve como protagonista o empresário Robson Rodas. Com a palavra, Rodas – tido como um dos grandes empreendedores do Estado de Alagoas – disse ter dois motivos para ali estar, falando ao microfone para falar aos presentes. “O primeiro é por tentar transformar sonhos em realidade, por meio da oferta de emprego em nosso Estado. E o segundo, por ter sido homenageado de outra forma por este brilhante vereador, que, por meio de projeto de sua autoria, fez com que a Prefeitura homenageasse a minha saudosa mãe ao denominar uma rua no Bom Parto de Rua Nathercia Alves da Silva”, recordou o homenageado. 

Ainda de acordo com Robson Rodas – também administrador do Maceió Shopping –, a resposta da sociedade alagoana ao empenho com que a família Holanda tem se dedicado à política ‘veio nas urnas, na eleição deste ano, que conduziu o presidente Eduardo Holanda à Assembleia Legislativa’. 

“Este foi o melhor prêmio da minha vida. Lembro como se fosse hoje, quando o Dudu Holanda, emocionado, tomou posse ainda em seu primeiro mandato como vereador, recordando o seu avô. A honradez e credibilidade que herdaste me fazem um grande fã de seu trabalho”, elogiou o empresário, também desejando que o deputado eleito obtenha sucesso ‘nesta nova caminhada que se inicia em fevereiro’.  

E não parou por aí. Quem também foi à tribuna agradecer a homenagem foi o empresário Severino Vieira, que, com a Casa Vieira, consolidou-se no ramo varejista de Maceió. “Acreditei na força de trabalho do povo alagoano e decidi investir em Maceió. No começo, hesitei quanto à convite para abrir nova loja no shopping Pátio Maceió. Mas depois resolvi ampliar nosso atendimento. E não mais iremos parar. Afinal, a Casa Vieira, já com 41 anos, permanece com o mesmo objetivo, o de servir à sociedade alagoana”, discursou o empresário. 

Além destes, também esteve presente à solenidade o filho do empresário Márcio Rapôso, Henrique Rapôso, que, representando o pai, recebeu das mãos do presidente Eduardo Holanda o título de cidadão honorário de Maceió. Henrique abraçou o vereador e amigo, revelando-lhe a gratidão do empreendedor homenageado – cuja empresa é líder no mercado imobiliário alagoano – para com a homenagem. 

Confira o currículo dos homenageados: 

TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO DA CIDADE DE MACEIÓ 

– Arnon Affonso de Farias Mello Neto 

Filho do senador da República Fernando Collor de Mello (PTB), Arnon Affonso de Farias Mello Neto nasceu no Rio de Janeiro, em 1976. Neto do jornalista, advogado, empresário, ex-governador e ex-senador Arnon de Mello, ‘Arnonzinho’ – como é conhecido pelos mais íntimos – foi diretor do jornal Gazeta de Alagoas durante quatro anos, de 1999 a 2003, tendo sido o responsável pela Gazeta Eventos, coordenando ainda o portal de notícias Gazetaweb. No mesmo período, esteve à frente também do relacionamento com clientes e fornecedores da Organização Arnon de Mello. 

Logo deu os primeiros passos no caminho daqueles que o antecederam, a exemplo do pai, apaixonado pelo CSA. Em 1999, assumiu a presidência do Centro Sportivo Alagoano ainda com 23 anos de idade, quando o clube do Mutange foi vice-campeão da Copa Conmebol, torneio internacional no qual o CSA teve brilhante participação. 

Pouco tempo depois, em 2002, foi a vez de se lançar candidato a deputado federal por Alagoas. Acabou não vindo a ser eleito, mas obteve 51.039 votos, que não o deixaram se distanciar da política – que sempre esteve no sangue da família Collor de Mello –, permanentemente preocupado com os rumos do Estado de Alagoas e, em especial, da capital Maceió, onde também viveu sua adolescência, motivo pelo qual a Câmara de Vereadores lhe confere tal honraria. 

O economista Arnon Afonso de Mello Neto é mestre em administração pública pela Harvard University, com mestrado em MBA pela Massachusetts Institute of Technology. Entre 2007 e 2009, foi diretor do banco norte-americano Lehman Brothers, e do britânico Barclays Capital, um dos maiores bancos de investimento do mundo. 

Atualmente, é sócio da ‘Loops – Mobilização Social Online’, empresa de marketing digital, e do Astor Group, banco de investimento com escritórios em Nova Iorque e Rio de Janeiro. 

– Evaldo Anselmo da Silva 

Nascido em São Jose da Laje, município localizado a 97 km de Maceió, Evaldo Anselmo da Silva – que se intitula ‘O Vaqueiro Apaixonado’ – é filho de agricultores, o segundo de uma prole de nove filhos. Ainda com doze anos, começou a cantar aboios e toadas (cantos típicos do nordeste brasileiro), arriscando-se ainda a improvisar repentes.  

Em 2001, lançou, juntamente com o cantor Carlos Cavalcante, o primeiro CD, intitulado ‘Tenho Orgulho de Ser Nordestino’, logo reconhecido pelo sucesso ‘Vou morrer Embriagado’, de autoria do próprio Evaldo Silva.  

Já em 2004, ainda com seu parceiro Carlos Cavalcante, lançou o segundo trabalho com o sucesso ‘Rainha do Vaqueiro’, regravado por inúmeros artistas. Também de seu segundo álbum, Evaldo Silva viu o grupo ‘Nonatos’ – conhecido nacionalmente – gravar outra canção de sua autoria, ‘Um Nós por dois Eus’.  

Evaldo agora segue carreira solo, com seu mais novo trabalho, ‘Rainha do Vaqueiro’, relembrando os antigos sucessos. Neste álbum, Evaldo Silva conta com a participação da banda Aviões do Forró, que, com a música ‘Pura Adrenalina’, presta-lhe uma homenagem em reconhecimento ao profissionalismo do cantor alagoano. 

– Gesival Macedo Fonseca

O empresário Gesival Macedo Fonseca, hoje com 84 anos, foi o primeiro prefeito do município de tanque d’arca, onde ensinou a como lidar com a coisa pública. Mas foi no comércio em que Gesival se especializou como grande empreendedor. Exímio administrador, contribuiu, e muito, para com a geração de emprego e renda em nossa cidade, chegando a empregar mais de duzentas pessoas em suas empresas, investindo no ramo de medicamentos.

Graças ao empenho, competência e dedicação que sempre o caracterizaram, Gesival passou a comercializar artigos agropecuários, com a Droganorte agropecuária, sem nunca esmorecer na missão de servir ao próximo.

Como se não bastasse, ainda é tido como o descendente vivo mais próximo do primeiro presidente da república, o marechal Deodoro da Fonseca, já que seu pai, Antônio Olímpio da Fonseca, era primo legítimo de Deodoro.

– João Cláudio Rios 

Natural de Mauá, interior de São Paulo, João Cláudio Rios deixou a cidade natal ainda com quatro anos de idade, quando passou a viver, com os pais, no município de São José da Laje, onde deu seus primeiros passos na música como cantor de vaquejada. 

Não demorou muito para a carreira engrenar, logo contabilizando seu décimo oitavo CD, que lhe conferiu o título de ‘Rei das Vaquejadas’, com um trabalho marcado pela divulgação da causa nordestina, com o foco em suas paixões e na luta por uma melhor condição de vida, tendo com isso conquistado uma legião de fãs no Brasil inteiro, sobretudo em Maceió e interior de Alagoas. 

– José Maria Quirino de Andrade 

Político, empresário e agropecuarista, José Maria Quirino de Andrade é natural da cidade de Jurema, interior de Pernambuco. Hoje com 63 anos, é um dos mais notáveis empreendedores de que se têm notícia em Alagoas, contribuindo maciçamente à geração de emprego e renda na capital e interior do Estado. José Maria é proprietário da Usina Taquara, localizada em Colônia de Leopoldina, município distante 112 quilômetros da capital Maceió – onde também tem garantido o sustento de inúmeras famílias. 

À frente da Auto Vanessa, uma das concessionárias mais renomadas do Estado, José Maria – que também chegou a ser candidato a prefeito em Colônia de Leopoldina, obtendo 42,23% dos votos válidos – logo se tornou uma referência no empresariado local, graças ao fino trato com que se relaciona com amigos e clientes. 

– Antônio Márcio Rapôso 

Antônio Márcio Raposo é empresário proprietário da imobiliária líder do mercado alagoano, a Márcio Raposo Imóveis, a primeira do Estado a conquistar o selo Iso 9001. Ainda em 1988, após uma carreira ascendente na extinta Imobiliária Dumont, o então corretor e executivo, Márcio Raposo, apostando no crescimento do setor, inaugurou sua própria empresa, com sede no bairro do Farol. 

Após oito anos de trabalho marcado pela seriedade com que sempre tocou seus planos, Márcio Rapôso, já com sua marca consolidada, estendeu sua base de atendimento à beira mar da praia de Ponta Verde. Desde então, a empresa não mais parou de crescer, tornando-se uma referência nacional no setor, contando, inclusive, com uma gerência internacional e atendimento especializado de 75 consultores de vendas, contribuindo à geração de emprego e renda na capital alagoana, já tendo conquistado clientes de países como Portugal, Itália, Espanha e Estados Unidos. 

Sempre atento à evolução do mercado, Márcio Raposo segue trabalhando para descobrir novas formas de satisfazer as necessidades de cada cliente. Com isso, a imobiliária ultrapassa os 20 anos de existência graças ao tino empresarial do seu fundador, líder de uma equipe que vive a se aperfeiçoar com diversos cursos e treinamentos, numa aprendizagem e motivação contínuas – contribuindo assim para com o desenvolvimento de nossa cidade.

– Herbert Motta de Almeida 

Paraibano de 36 anos, Herbert Motta de Almeida é natural de Campina Grande, interior da Paraíba, onde se formou em medicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Herbert – casado e pai de três filhos – é o terceiro herdeiro de uma família de sete irmãos, mas foi o primeiro a realizar o sonho da mãe, Maria Esi Motta de Almeida, em ver um filho médico, apesar de ter demonstrado inicial interesse pela administração, inspirando-se no pai, Silvestre de Almeida Filho. 

Especializou-se, em 2002, em Residência Médica da Saúde (cirurgia experimental hepática, pela Universidade Federal da Bahia). No mesmo ano, concluiu mestrado em Medicina e Saúde – cirurgia experimental hepática, também pela UFB. 

Já no ano seguinte, fez especialização em cirurgia do aparelho digestivo, pela Universidade Federal de Pernambuco, atuando como médico intensivista da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG), além de ter sido chefe de divisão científica do Hospital Regional de Urgências e Emergências de Campina Grande. 

Em sua trajetória profissional, Herbert Motta contabiliza ainda vários projetos de pesquisa, além de inúmeras participações em congressos na área da medicina. No currículo do secretário estadual, constam também artigos, de autoria do médico paraibano, publicados em diversos periódicos de diferentes estados, além da participação em bancas examinadoras de monografias de cursos de especialização. 

Atualmente exercendo o cargo de secretário de Estado da Saúde, Herbert Motta – que já fora homenageado, por mais de uma vez, pela faculdade de medicina da Federal de Campina Grande – tem atuado com a responsabilidade de desenvolver ações que possibilitem a melhoria da atenção à saúde, da capital ao interior do Estado. 

– Luiz Dantas Lima 

Engenheiro e agropecuarista, Luiz Dantas Lima se elegeu deputado federal por Alagoas com o antigo PL, ainda em 1996, exercendo três mandatos na Câmara Federal, período em que trabalhou para garantir emendas ao Orçamento e, com isso, trazer recursos para o desenvolvimento do Estado onde nasceu e se criou. Em 2002, quando teve de interromper sua trajetória em Brasília, conquistou 51.283 votos. 

No entanto, nunca deixou de fazer política, mantendo-se atento à realidade sócio-econômica da população alagoana, sobretudo às dificuldades enfrentadas pela comunidade sertaneja, e dispensando atenção especial ao município de Batalha – uma das regiões pela qual sempre trabalhou. 

Atualmente, Luiz Dantas é deputado estadual eleito nas eleições de outubro passado, com 25.365 votos – a 18ª melhor votação entre os 27 candidatos vitoriosos. Hoje com 61 anos de idade, o deputado eleito pelo PMDB passa a exercer mais um mandato eletivo, por força da vontade popular, com a habilidade e experiência renovadas. 

– Roberto Vilar Torres 

Roberto Vilar Torres já exerceu os cargos eletivos de deputado estadual e federal por Alagoas. É também ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, para o qual prestou serviço durante 12 anos de sua vida. Hoje aposentado, Roberto Torres, 72, dedica-se, merecidamente, ao lazer e à família, depois de também ter exercido as funções de vice-presidente e ouvidor na Mesa Diretora daquela Corte de Contas, onde exerceu a douta fiscalização das contas públicas, sempre regido pelo mais zeloso princípio de probidade administrativa. Cumpriu suas atribuições com extrema lisura e competência, de modo a respeitar plenamente os ditames da Constituição. 

Foi por tudo isso que a Câmara de Vereadores de Maceió aprovou tal honraria – assim como as demais, à unanimidade dos votos – conferindo-lhe o título de cidadão honorário pelos relevantes serviços prestados à sociedade maceioense e alagoana. 

– Severino Viera da Silva 

Severino Vieira da Silva é natural de Boca da Mata, interior de Alagoas, onde, desde cedo, aprendeu com seus pais o sentido da conquista advinda do próprio esforço. Homem honesto, íntegro e empresário de grande evidência na área do comércio, no qual tem motivos para se orgulhar da trajetória construída com bastante esforço, seriedade e humildade, contribuindo para com a expansão econômica de Maceió, onde ergueu empreendimento que hoje atrai uma multidão de fieis consumidores: a Casa Vieira, com a qual veio a se tornar um dos grandes geradores de emprego da capital alagoana. 

COMENDA MÁRIO GUIMARÃES

– Audival Amélio da Silva

Audival Amélio da Silva foi oito vezes consecutivas vereador por Maceió, vindo a falecer, em decorrência de um aneurisma cerebral, aos 85 anos de idade, em fevereiro de 2008. Seu legado, no entanto, sobrevive ao tempo. A paixão pela política, com a qual viveu para fazer o bem, acabou herdada por Cícero Amélio e Arnaldo Fontan, filhos do ilustre ex-vereador. Enquanto que o primeiro veio a se tornar deputado estadual por Alagoas, o segundo também assumiu assento na Câmara de Maceió, vindo a presidir o Legislativo Municipal. 

A homenagem, apesar de póstuma, é uma forma de reconhecer a devoção de Audival Amélio à política alagoana, já que sua contribuição terminou imortalizada nos anais da Câmara, onde nunca se recusara a defender os interesses da população maceioense – motivo pelo qual o ex-vereador já dá nome, na capital, à escola e praça situadas no bairro do Jacintinho, a quem garantiu inúmeros benefícios ao longo de sua trajetória parlamentar.   

– Celso Luiz Tenório Brandão 

Político, empresário e agropecuarista, Celso Luiz Tenório foi presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas por dois mandatos consecutivos. Eleito o prefeito mais jovem de Alagoas, com apenas 21 anos de idade, ao comandar a Prefeitura de Inhapi, no Sertão alagoano, já deixou aquele município para assumir, em 1989, o cargo eletivo de deputado estadual por Alagoas, exercendo-o por quatro mandatos. 

Dedicou-se de tal forma ao município sertanejo que, ainda hoje, seus habitantes recordam a administração de Celso Luiz como a mais progressista que já se viu na região. Ao assumir assento no Legislativo Estadual, logo veio a se notabilizar como um político nato, em razão de sua contribuição para com o desenvolvimento de nosso Estado. 

Em 2006, decidiu compor como vice a chapa do ex-deputado federal João Lyra (PTB) ao governo de Alagoas, em eleição que acabou vencida pelo governador reeleito Teotonio Vilela Filho. 

A pausa, no entanto, não lhe diminuiu a vontade de servir, já que Celso Luiz continua a exercer sua força política em prol da melhoria da qualidade de vida da população alagoana, em especial no sertão do Estado, onde seu trabalho permanece incontestavelmente reconhecido. 

– José Robson de Moraes Rodas 

O empresário alagoano José Robson de Moraes Rodas, de 51 anos, é considerado o ‘rei dos shoppings’, com atuação de destaque em prol do desenvolvimento econômico do Estado de Alagoas, especialmente da nossa capital. 

Robson Rodas é o administrador do Maceió Shopping e dono de 3% de suas ações, sendo ainda um dos sócios de outro shopping center que está sendo construído em Arapiraca e cuja previsão de entrega é o próximo mês de novembro. Além destes, o executivo também é proprietário do Paulínia Shopping, localizado no interior de São Paulo, para onde também estendeu seu horizonte empreendedor a ‘convite’ de um mercado que Rodas, definitivamente, demonstra conhecer muito bem. 

Dono de objetividade e simpatia inigualáveis em tudo aquilo que faz, Rodas, ainda jovem, chegou a viver em Manaus, a capital do Amazonas, onde dispensou forças à conclusão do curso de oficial do Exército Brasileiro, tendo estudado, em Maceió, no Colégio Guido e na Escola Estadual Moreira e Silva. 

Alcançou os postos de tenente e capitão do comando militar, mas decidiu dar continuidade aos estudos, formando-se em Administração, com especialização em Marketing de Varejo, tendo ainda feito cursos de gestão e planejamento fora do País, na Argentina e nos Estados Unidos. Com isso, Rodas acabou abandonando o militarismo para seguir promissora carreira numa área bem distinta, mas para a qual também levou a disciplina que sempre o perseguiu. 

Mas ainda em 1985, voltou ao Nordeste para assumir o posto de gerente de Patrimônio da rede de supermercados Bompreço, à época sediada em Recife-PE. Tempos depois, retornou para Alagoas, a convite da empreiteira OAS, para participar da fundação do Shopping Iguatemi, ainda em 1989, assumindo então a superintendência do primeiro grande centro de compras do Estado. Seis anos depois, Rodas se tornou gerente regional Norte e Nordeste da referida construtora. 

Passada quase uma década da inauguração do antigo Iguatemi, Robson Rodas mantém o espírito inovador com o qual criou uma empresa especializada em administração de shoppings. Para o presidente da Câmara de Maceió, vereador Eduardo Holanda, homenagear Robson Rodas ‘é celebrar o espírito empreendedor do povo alagoano, de modo a reconhecer a importância de um trabalho que há muito tempo rompe barreiras e proporciona desenvolvimento à nossa cidade’. 

– Ricardo Edmundo Cintra Ezequiel 

Empresário do ramo da construção civil, Ricardo Edmundo Cintra, assim como os demais, tornou-se o mais novo comendador de Maceió em virtude de sua relevante contribuição à geração de emprego e renda em nossa cidade. Com a construtora Cintra, estimulou o crescimento do setor – que hoje vive um verdadeiro ‘boom’ em Maceió, realizando o sonho de famílias inteiras – e fomentou o desenvolvimento da capital, econômica e socialmente. 

Tornou-se um grande contribuinte, assumindo todos os compromissos inerentes à realidade de um empreendedor nato. Permanentemente preocupado em transformar dificuldades em oportunidades, ascendeu com o próprio suor. Dono de estupendos preparo e liderança, sempre buscou estender o horizonte daqueles que com ele já tiveram a oportunidade de conviver – ensinando-os a romper barreiras, tanto na vida pessoal, quanto no ambiente profissional. 

COMENDA SALVADOR LYRA 

– Carlos Lyra Neto 

Carlos Benigno Pereira de Lyra Neto é natural de Recife, capital de Pernambuco. Engenheiro químico, empresário e político que exerceu dois mandatos de senador por Alagoas. Foi eleito primeiro suplente de senador pela ARENA em 1978. Já no início da década seguinte, ingressou no antigo PDS, vindo a ser efetivado no cargo eletivo após a morte de Arnon de Melo, em 1983. Filiado ao PFL, foi eleito suplente do então senador Divaldo Suruagy, em 1986, tendo sido efetivado após as eleições de 1994, quando o titular renunciou ao cargo nos últimos meses de mandato para assumir pela terceira vez o governo de Alagoas. 

Mas Carlos Lyra também se notabilizou pelos milhares de empregos que passou a gerar com a indústria da cana de açúcar. Entre os muitos prêmios que conquistara devido à tamanha capacidade empreendedora, por meio da qual trouxe inúmeros benefícios à economia e população alagoanas, está o de ‘Empresário do Ano’, conferido por ocasião do Prêmio Master Cana Nordeste.

Carlos Lyra está entre os principais líderes da agroindústria canavieira da região Norte/Nordeste, já tendo expandido seus investimentos no setor sucroalcooleiro a regiões como São Paulo e Minas Gerais.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *