Eduardo Holanda comemora ordem de serviço da Eco Via Norte

O presidente da Câmara Municipal de Maceió, vereador Eduardo Holanda (PMN), participou, na manhã desta sexta-feira (30), de solenidade em que o prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PP), assinou a ordem de serviço para o início das obras da Eco Via Norte, que, com seis quilômetros de extensão, irá ligar o complexo residencial Benedito Bentes ao bairro de Guaxuma, no Litoral Norte. Na oportunidade, o vereador disse ver um sonho realizado e destacou o empenho do chefe do Executivo, assim como do deputado federal Maurício Quintella (PR) – cuja emenda parlamentar, destinada ao projeto da via, assegurou-lhe metade do valor (R$ 12 milhões) necessário à conclusão da obra, prevista para ser entregue em dezembro deste ano.

Aos presentes, Holanda lembrou ter se dedicado à concretização da obra desde o seu primeiro mandato de vereador por Maceió, quando Kátia Born (atual secretária de Estado de Ciência e Tecnologia) ainda era prefeita. “Recordo-me como hoje quando a Kátia autorizou, há quatorze anos, a execução dos três quilômetros iniciais, do Benedito Bentes dois ao Conjunto Moacir Andrade. Esta obra vai beneficiar sobremaneira a questão do turismo, facilitando também o acesso ao aterro sanitário, desafogando o trânsito e contribuindo também para a melhoria da qualidade de vida do nosso povo, já que abrirá portas para o desenvolvimento sustentável”, comentou o vereador, sobre a expectativa em torno da chegada de empreendimentos e unidades habitacionais na região ainda inexplorada.

“A Eco Via Norte é uma luta minha e do povo do Benedito Bentes e bairros adjacentes. Desde o meu primeiro mandato que luto pela concretização deste sonho. Eu gritava sozinho para que viabilizassem esta obra, mas não demorou muito para que nos ouvissem, pois, participei efetivamente das discussões”, emendou o vereador. “Trata-se de uma obra que levará desenvolvimento a vários bairros, haja vista que o projeto contempla também as chamadas vias secundárias, que darão acesso a unidades habitacionais como o Loteamento Antares e o Conjunto José Tenório”, complementou Holanda, já em entrevista à Rádio Gazeta AM.

Com a palavra, o prefeito comunitário do Benedito Bentes, Silvano Barbosa, reconheceu o empenho do vereador Eduardo Holanda. “Esta via, de fato, é a realização de um sonho. A lama e a poeira estão com os dias contados”, comentou Silvano, que recebeu, de bom grado, a notícia de que, já na próxima segunda-feira, dia 3, o presidente Eduardo Holanda apresentará requerimento com o objetivo de se executar as obras de pavimentação do trecho compreendido entre a Garça Torta, na AL-101 Norte, e a área onde foi instalado o aterro sanitário, passando pela Grota do Andraújo – de modo a facilitar o acesso àquela localidade.

Na sequência, o prefeito Cícero Almeida destacou a contribuição do vereador Eduardo Holanda e fez um balanço acerca das obras da Prefeitura na periferia de Maceió, com investimentos em pavimentação e saneamento, assim como na construção de creches, escolas, posto de saúde e casas populares. “Não é difícil empenhar recursos para Maceió, visto que a Prefeitura sempre dispõe de projetos”, elogiou o deputado Maurício Quintella.

Também presente à solenidade, o secretário municipal de Meio Ambiente, Ricardo Ramalho, ressaltou que a Eco Via Norte será dotada do que há de mais moderno em mobilidade e sustentabilidade, com canteiro central de oito metros de largura e amplamente arborizado, ciclovia e passeio público. “Não concebemos este projeto apenas para que tenhamos uma alternativa ao escoamento de veículos. Pensamos o fator do desenvolvimento sustentável desde o início, já que o carro é apenas um elemento deste inovador processo”, afirmou Ricardo, destacando ainda a realização de uma audiência pública – com a presença de órgãos afins – que teve como objetivo esclarecer possíveis dúvidas junto às comunidades circunvizinhas.

Ainda na manhã desta sexta-feira, o presidente Eduardo Holanda participou também da solenidade de inauguração da 1ª célula do Centro de Tratamento de Resíduos de Maceió, nome técnico dado ao aterro sanitário da capital. Ambos os eventos contaram com a presença de várias autoridades, entre deputados estaduais, vereadores e secretários municipais, além do deputado federal Francisco Tenório (PMN), do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), e do senador Renan Calheiros (PMDB).

Política

Já quando indagado pela reportagem da Rádio Gazeta acerca das composições políticas para a eleição que se avizinha, o vereador Eduardo Holanda voltou a sinalizar apoio à pré-candidatura à reeleição do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB). “O meu partido, o PMN [Partido da Mobilização Nacional], ainda discute este assunto. Mas, particularmente, já sei quem apoiar no que diz respeito ao Senado”, salientou o vereador, referindo-se ao deputado federal Benedito de Lira (PP).

“Já disse por mais de uma vez que apoiaria o prefeito Cícero Almeida se ele fosse candidato a governador neste ano. Como não será, devo apoiar Teotonio Vilela, já que minha base política e de meu pai [o ex-deputado estadual Antônio Holanda] têm externado preferência pelo nome do atual governador”, comentou Eduardo Holanda, acrescentando acreditar que ‘Vilela tem ajudado e poderá contribuir ainda mais para com o desenvolvimento de Maceió’.

SAIBA MAIS

O aterro

De acordo com o assessor técnico da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), Alder Flores, a expectativa é de que o aterro sanitário de Maceió funcione na região do Benedito Bentes pelos próximos 20 anos, em um terreno de 140 hectares, com cada uma das quatro células possuindo uma vida útil de cinco anos. Elas serão construídas na medida em que uma já destinada ao lixo esteja chegando ao seu limite de uso. Ao todo, o investimento previsto, nas duas décadas, será de aproximadamente R$ 300 milhões.

A primeira célula, segundo o assessor, tem capacidade para receber 1.400 toneladas de lixo por dia, quantidade que, de acordo com a Slum, é depositada atualmente no lixão de Cruz das Almas – que se prepara para ser desativado e dar lugar a um parque sócio-ambiental, de modo que os catadores de lixo também sejam contemplados, com cursos profissionalizantes para 326 pessoas cadastradas como tal.

Cada célula será impermeabilizada antes de receber os resíduos, o que facilitará o controle da contaminação. O chorume – líquido gerado pela decomposição da matéria orgânica – será todo canalizado, armazenado e tratado em tanques de fibra e tratado, sendo posteriormente evaporado, podendo ainda ser utilizado como fonte alternativa de energia.

O local escolhido foi fruto de um levantamento que levou em conta estudo da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), além das considerações de órgãos ambientais. O aterro fica a 3,98 km da área residencial mais próxima, no Benedito Bentes, e a 4 km do litoral.

Eco Via Norte

O projeto da Eco Via Norte – que interligará o complexo residencial Benedito Bentes aos bairros da Serraria, Jacarecica e Guaxuma – será executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra), com a contrapartida de R$ 2 milhões do Município, já garantida pela Secretaria Municipal de Finanças (SMF).

Com seis quilômetros de extensão, a Eco Via Norte possui um corredor principal, finalizado em trecho da AL-101 Norte, e outras quatro ramificações. Já os corredores secundários abrangem os seguintes trechos: Benedito Bentes – Antares, Benedito Bentes – Conjunto José Tenório, Jacarecica – São Jorge, e Benedito Bentes – Riacho Doce.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *