Holanda garante que reforma proporcionará economia à Câmara

O presidente da Câmara de Vereadores de Maceió, Dudu Holanda (PMN), destacou – em entrevista à Rádio Gazeta, na manhã desta terça-feira, 12 – que a polêmica reforma administrativa aprovada na última sessão plenária de 2009, reduzindo o número de cargos comissionados e aumentando os salários de alguns dos que permaneceram, vai possibilitar que seja feito cortes nas folhas de pagamento, “sobrando dinheiro para o custeio”. 

Dudu Holanda destacou que esta “sobra” possibilitará investimentos no prédio-sede da Câmara Municipal de Maceió, que se encontra em reforma, além de informatizar o Legislativo para este ano. Dudu Holanda espera que os vereadores já possam retornar ao trabalho na sede oficial da Câmara Municipal, no Centro de Maceió, no dia 23 de fevereiro.

A Câmara Municipal – conforme aprovado no orçamento para este ano – vai receber repasse de R$ 35 milhões. 

O presidente reconhece que a reforma administrativa chegou atrasada, já que era planejada desde 1991 e foi impulsionada por cobranças do Ministério Público Estadual e Procuradoria Regional do Trabalho. “Foi difícil, houve várias discussões, mas os vereadores se conscientizaram da necessidade de estarmos dentro da lei. A reforma administrativa era necessária”, frisou Dudu Holanda.

O presidente voltou a negar as afirmações do desafeto vereador Paulo Corintho (PDT), com quem chegou às vias de fato no dia 24 de dezembro por conta de divergências política, afirmando que a reforma respeita a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “Foi feito um minucioso estudo do impacto financeiro e atingimos os 68%, como prevê a lei. Estamos agindo dentro do que é legal. Não foi fácil cortar na própria carne, principalmente em uma casa política. Mas houve consciência de todos os vereadores e isto tinha de ser feito”.

De acordo com Dudu Holanda, a reforma administrativa não foi o motivo principal do embate com Corintho. “A reforma foi só a gota d’água, o estopim”, frisou. Segundo o presidente, o vereador já vinha sendo um entrave em sua administração e não agregava ao integrar a Mesa Diretora, enquanto segundo secretário. Corintho e Dudu Holanda chegaram a trocar socos em uma festa de confraternização. Paulo Corinho acusa ainda o presidente de ter arrancado parte de sua orelha com uma mordida. 

Holanda nega a acusação e diz que se defendeu apenas. Quanto a sua administração na Câmara Municipal de Maceió, o presidente afirma que “houve avanços”. “Implantamos a TV Câmara, os gabinetes eletrônicos, aprovamos a reforma administrativa. Conseguimos avançar bem”. 

Eleições

Dudu Holanda ainda analisou o quadro eleitoral, já que este pode implicar em mudanças dentro do Legislativo Municipal. Uma delas diz respeito à vereadora Heloísa Helena (PSOL), que é pré-candidata ao Senado Federal e aparece em primeiro lugar nas pesquisas de intenções de votos já feitas. 

O presidente da Câmara Municipal avalia que a eleição de Heloísa Helena é um fato consumado e que a segunda vaga para o Senado Federal será disputada “pelo ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) e pelo atual senador Renan Calheiros (PMDB)”. Indagado sobre a presença de Benedito de Lira (PP) no pleito, Dudu Holanda salientou que “se ele sair candidato vai cometer um erro, o mesmo que já foi cometido pelo ex-deputado federal Thomaz Nonô (Democratas), em 2006”.

“Não acredito na eleição do Benedito de Lira e já falei isto para ele. Agora, se ele sair candidato a deputado federal, será eleito com ampla vantagem de votos, por conta dos serviços que já prestou ao estado”, colocou. Dudu Holanda falou também da possível candidatura do prefeito Cícero Almeida (PP) ao Governo do Estado. 

“Se o prefeito sair, ele será um candidato muito forte. O prefeito tem a melhor administração municipal já feita em Maceió. Agora, é preciso ter as alianças e um grande entendimento político. Este é o caminho a ser pavimentado. O governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), com a melhor das intenções, por ser um homem de bem, não apresentou crescimento em sua popularidade. Quando se compara com Almeida, ele não decola”, comparou.

Alagoas 24 Horas

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *