Políticos alagoanos apostam no twitter para seduzir eleitor

Com a liberação da internet para a campanha eleitoral de 2010 e de olho nos 32 milhões de eleitores brasileiros com acesso à web, muitos partidos políticos apostam nas redes sociais como o Twiter para divulgar propostas, prestar contas e conquistar votos, através da interação com os eleitores. Com a nova ferramenta, os seguidores podem saber o que o dono da rede está fazendo, através de mensagens de texto, updates e flashs, obtendo respostas rápidas, enviadas para todos seus amigos.

Em Alagoas, muitos políticos aderiram ao twitter, alguns pensando nas eleições deste ano, inclusive para se reelegerem. Entre os que possuem twitter estão os vereadores Thaise Guedes, Oscar de Mello, Rosinha da Adefal e Dudu Hollanda – que é candidato a deputado estadual – e ainda, o deputado federal Maurício Quintella, o senador Fernando Collor e o governador Teotonio Vilela.

Além deles, os deputados estaduais Rui Palmeira, Sérgio Toledo, Jefersson Moraes e políticos de Arapiraca, como o prefeito Luciano Barbosa e a ex-prefeita Célia Rocha, também divulgam sua ideias na rede. Já foram descobertos falsos twitter de Collor, Renan Calheiros e do presidente do Senado Federal, José Sarney, despertando a atenção da polícia. O governador de Alagoas também foi vítima do twitter falso.

A utilização da internet nas próximas eleições é fruto da reforma eleitoral e poderá levar o Brasil a viver algo parecido com o que aconteceu nos Estados Unidos em 2008, durante a campanha vitoriosa de Barack Obama à presidência. Para se eleger, Obama contou com a iniciativa de diversas pessoas não envolvidas oficialmente na campanha. Esses simpatizantes e voluntários criaram vídeos e até mesmo redes sociais de apoio ao candidato democrata.

Porém, em Alagoas, a rede atinge apenas uma parcela da população, que ainda corresponde àquelas pessoas mais informadas e aos jovens, acostumados a utilizar todos os recursos disponibilizados pela internet, que ainda é novidade. Por isso, outras mídias, como o rádio e a TV, continuam tendo sua importância durante as campanhas eleitorais.

Twitter em Alagoas

De acordo com o cientista político Alberto Saldanha, os instrumentos modernos da internet só atingem aqueles que estão incluídos digitalmente, o que não acontece efetivamente em Alagoas, devido à baixa escolaridade e à pobreza da população.

Saldanha ressaltou que apesar do alcance de ferramentas como o twitter ser pequeno no Estado, os formadores de opinião têm uma importante fonte de informação. Para ele, os eleitores devem prestar atenção nas notícias veiculadas e procurar outras formas de se manterem informados.

“A s centrais de inclusão digital, que recebem verba federal, estão abandonadas pelas prefeituras. É uma panacéia achar que a internet vai resolver tudo. O eleitorado deve acompanhar o que o candidato faz independente de ser época de eleição. O político pode conduzir o twitter como ele quiser, inclusive para se promover com coisas que não fez. Por isso, é importante buscar sites de notícias e ir além da ideia de informação por meio das redes sociais”, destacou Saldanha.

Ele ressaltou ainda que o senso critico do eleitor deve ser continuamente aprimorado diante de todos os assuntos.

“O twitter pode ser bem utilizado para prestar contas do trabalho feito pelo parlamentar. Mas, na internet todo cuidado é pouco. Sendo assim, é bom contestar páginas como a wikpedia, Orkut, facebook e as agências de noticias, buscando informação variada”, afirmou.

Exemplo

Para o presidente da Câmara Municipal de Maceió, vereador Eduardo Holanda (PMN), nos dias atuais é indispensável a utilização de quaisquer ferramentas que venham a propiciar uma maior aproximação entre o legislador e a população. O vereador pediu para que fosse colocado no site onde ele divulga seus projetos e iniciativas um link para o twitter, que fica na página principal.

“Ainda estou me adaptando a tantas formas de comunicação. Mas acredito que o twitter veio para revolucionar o processo, de modo que nossas ideias e posicionamentos possam ser vistos e compartilhados com uma infinidade de pessoas. O mais interessante de tudo isso é saber que todos podem nos apresentar propostas pela internet, contribuindo assim à formação de uma sociedade mais justa”, contou o vereador.

Hollanda afirmou que apesar da ferramenta ser encarada por algumas pessoas como algo meramente promocional, ele tem encontrado no twitter a possibilidade de interação com seus eleitores e se diz fascinado por tamanho intercâmbio de informações.

”Em se tratando de uma pessoa pública como eu, a ferramenta tem me apresentado, antes de tudo, um novo horizonte. No começo, tinha a impressão de que ninguém acompanhava meus posts. Contudo, com o passar do tempo, logo vieram os comentários, que me estimulam a estar sempre ‘antenado’, mesmo que alguns discordem de nossas ideias, o que é absolutamente natural”, destacou Hollanda.

Como usar o Twitter

Basta se cadastrar, colocando um nome preferencialmente fácil na tela de usuário, para as pessoas lembrarem do mesmo, pois, caso elas queiram mandar uma resposta, irão precisar digitar seu nome.

Depois é só colocar uma mensagem que diz: 1, o que você está fazendo, ou 2, algo que você está vendo, ou 3, algo que você quer fazer, ou até 4, algo que você quer que os outros vejam.

Emanuelle OliveiraCada Minuto

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *