Presidenta Dilma Rousseff recebe líderes do PSD de Dudu Hollanda

A presidenta Dilma Rousseff (PT) recebeu, na manhã dessa quinta-feira (18), uma comissão formada por políticos que irão integrar o Partido Social Democrático (PSD), do qual também fará parte o deputado estadual Dudu Hollanda (PMN). Cerca de 60 futuros membros da legenda, vindos de várias regiões do país, participaram de ato que teve início na última quarta-feira (17) para o lançamento da sigla, cuja formalização jurídica depende da colheita de 500 mil assinaturas. Ainda em Brasília, os defensores do PSD, liderados pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, também se encontraram com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), e com o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT).

No café da manhã com a presidenta, no Palácio do Planalto, Gilberto Kassab – que busca a adesão de pelo menos 40 parlamentares – reiterou a posição de independência de todos os integrantes da sigla, explicando que ‘não fará oposição sistemática’ e nem haverá ‘alinhamento automático’. “Podemos ter convergências em questões que envolvam o futuro do País”, disse o prefeito, informando que Dilma Roussef não pediu apoio, foi ‘extremamente respeitosa’ e ‘demonstrou entusiasmo’ com a criação do novo partido.

“A presidente disse que a relação será republicana, respeitando as diferenças existentes e consciente de que somos independentes”, afirmou Kassab, lembrando que a visita à presidenta não teve qualquer vinculação com o posicionamento do partido no Congresso.

A previsão de Kassab é de que em julho o partido já poderá eleger sua primeira executiva nacional. Ainda de acordo com o líder político PSD vai realizar seminários por todo o país para discutir seu plano de governo. Em Alagoas, a direção da executiva estadual está a cargo do deputado federal João Lyra, enquanto que o deputado Dudu Hollanda já exerce funções enquanto vice-presidente.

Em virtude do encontro em Brasíla, Dudu teve de se afastar, por três dias, das sessões plenárias na Assembleia Legislativa, já retomando a atividade política, em Alagoas, nesta sexta-feira (19), quando os líderes do PSD deverão proceder a entrega de documentação necessária à homologação do partido junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em Brasília, Dudu voltou a destacar que o PSD já nasce forte. “Como bem destacou o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, ‘nasce uma nova realidade politica no Brasil'”, afirmou Dudu, lembrando que estiveram presentes à reunião da legenda no Distrito Federal 44 deputados federais, dois senadores – Kátia Abreu (DEM-TO) e Sérgio Petecão (PMN-AC) -, dois governadores – Omar Aziz (AM) e Raimundo Colombo (SC) -, seis vice governadores, além de inúmeros deputados estaduais, prefeitos , vice prefeitos e vereadores.

“Agora só nos resta aguardar a homologação pelo TSE. Continuaremos firmes, agora no PSD, na defesa do desenvolvimento econômico e social do nosso Estado, para que possamos proporcionar melhoria da qualidade de vida à população alagoana”, avaliou Dudu, lembrando também ter se reunido, em Brasíla, com o deputado federal Renan Filho (PMDB) e com o senador Renan Calheiros (PMDB), a quem pediu apoio para a realização de uma audiência com a superintendência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A solicitação foi em virtude  de o deputado estadual integrar Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada na Assembleia Legislativa com o exclusivo intuito de investigar denúncias no tocante à ‘qualidade’ do serviço prestado pela operadora de telefonia TIM em Alagoas.

Por fim, o deputado – que deixa o PMN por não ter sido comunicado acerca de decisões da legenda, o que o deixou em situação desconfortável, já que perdera vez e voz no partido – também prestigiou a Marcha das Margaridas, por meio da qual 100 mil trabalhadoras rurais de todo o país tomaram as ruas de Brasília. Este ano, a marcha teve como lema ‘2011 razões para marchar por desenvolvimento sustentável com justiça, autonomia, igualdade e liberdade’.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *